Justiça determina liberação da CPI das Cestas Básicas em Feira de Santana

Foi determinado pela 2ª Vara de Fazenda Pública de Feira de Santana a continuação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta na Câmara Legislativa para investigar a distribuição de cestas básicas no período das eleições de 2020 da cidade.

Segundo informações do vereador Paulão do Caldeirão (PSC), a Justiça autorizou o segmento da CPI após a revisão do regimento, mediante sorteio da comissão da mesa, sendo obrigatório para a sua realização.

“Como o requerimento foi protocolado na vigência do regimento antigo, deveria seguir aquele trâmite. Então foram sorteados os membros, e então, a Casa seguirá com a CPI para a público, dando assim, início para esclarecer a investigação sobre as supostas irregularidades sobre as cestas básicas”.

Foram sorteados, os nomes de: Zé Curuca (DEM), Emerson Minho (DC) e Luiz da Feira (PROS). Os suplentes foram indicados: Eremita Mota (PSDB) e Silvio Dias (PT).  Apenas os vereadores Correia Zezito (Patriota) e Ron do Povo (MDB) pediram para não serem incluídos no sorteio.

A CPI tem como objetivo esclarecer a distribuição de 80 mil cestas básicas distribuídas no período eleitoral. De acordo com Paulão, as irregularidades ocorreram durante o primeiro e segundo turno em 2020.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn